Chico Ribeiro reclama do processo contra o seu filho Douglas Ribeiro

Manifestou solidariedade ao presidente da Câmara e reclamou da perseguição feita contra seu filho, o enfermeiro Douglas Ribeiro, que agora está sendo processado por outros vereadores por postagem realizadas redes sociais na qual, segundo o processo, ele teria ofendido a honra dos colegas vereadores de Chico Ribeiro.

Em seu protesto o vereador, visivelmente insatisfeito, reclamou dos colegas e fez denúncias sobre o recebimento de vantagens para apoiar a gestão. O vereador disse não admitir que seu filho “seja processado por defender suas posições políticas nas redes sociais”.

Os principais alvos das críticas e da revolta de Chico Ribeiro eram Gílson Pereira e José Francisco do PT. Para o vereador ele resume o fato em duas palavras – “Paus-mandados e Mamatas” e prometeu voltar ao assunto em uma próxima sessão. Mas adiantou que já foi de situação e sabe que há inúmeras vantagens nisso, como gasolina de graça, consultas mais rápidas enfim, muitas “mamatas” segundo o vereador.

Sobre os “paus-mandados” ele disse que, ainda na situação, se reuniam para desaprovar contas de candidatos que poderiam ganhar a eleição e esses, segundo Chico Ribeiro, “são secretários que eu chamo de jagunços, e jagunço recebe ordem, mas aqui é o jagunço é quem manda e são três.” O vereador disse que “por isso saiu da situação”. O vereador acusou o colega Gílson Pereira de ter recebido o Garantia Safra e que isso poderia ter sido motivo da cassação de seu mandato. Bastante transtornado, muito zangado e com o tom de voz elevado, Chico Ribeiro afirmou que “circula no meio da rua a informação que meia-dúzia está ficando ricos e são comandados por três jagunços”. O vereador afirmou que estava ali defendendo o seu filho como pai.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *