ICEQUI atende a Requerimento de Adil Vieira e apresenta explicações sobre os motivos do fechamento

Na Sessão de 03 de Marco de 2017, o presidente do ICEQUI, José Roberto, apresentou os motivos que culminaram no fechamento do Instituto. De acordo com José Roberto o problema foi consequência de uma ação judicial ocasionada pela disputa eleitoral que se arrasta até hoje e em razão disso, mesmo tendo ocorrido nova eleição, o cartório local recusou-se a registrar a ata da nova diretoria e com isso o acesso à conta bancária foi bloqueado resultando na inadimplência juntos a fornecedores, sendo um deles, a ENEL, que em virtude do atraso nos pagamentos da conta de energia, cortou   o fornecimento.

José Mácio Alves, ex-presidente do ICEQUI

Em seguida a palavra foi passada ao ex-presidente e um dos fundadores da entidade, José Mácio Alves, que destacou que o problema “originou-se na gestão anterior” a qual segundo ele, “deveu-se a um comentário sobre o investimento em publicidade feito em rádio de Iguatu e não na rádio comunitária local.” Por causa disso, prosseguiu Mácio, “os problemas de conotação política aumentaram, o que acabou provocando os problemas na eleição de 2014 e que acabaram em processo.”

Mácio pediu ainda o apoio da Câmara no sentido de fechar parceria com o ICEQUI para uma maior divulgação, através da rádio, das sessões da Câmara Municipal com a possibilidade, inclusive, de abrir link para transmissão ao vivo das sessões. O presidente da Câmara, Dadá Guedes, anotou a sugestão e comprometeu-se a analisar a proposta juntamente com os demais vereadores.

O vereador Adil Vieira sugeriu que se montasse uma comissão para “buscar um acordo para convencer a parte movedora da ação a retirá-la, haja vista, não haver mais interesse na disputa pela direção do ICEQUI.” O assunto ficou de prosseguir em reunião posterior.

Vereador Chico César

O vereador Chico César (PSB) reforçou a necessidade da parceria com o ICEQUI e prometeu associar-se como contribuinte e convidou os demais vereadores a fazerem o mesmo.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *